A menopausa e a osteoporose: a prevenção é possível

Nossos ossos podem parecer maciços, resistentes e duráveis, mas na verdade são porosos e estão em constante processo de recomposição: células ósseas são absorvidas e renovadas permanentemente. Com a longevidade, a velocidade de absorção aumenta e a velocidade de formação de novas células ósseas diminui. Assim, os ossos ficam progressivamente mais porosos, perdendo a resistência. Após os 45 anos, perde-se cerca de 0,5% de massa óssea ao ano, uma característica fisiológica considerada normal.

Contudo, mulheres após a menopausa podem apresentar uma perda óssea ainda mais acelerada, devido à queda significativa de estrógeno, hormônio feminino que protege os ossos.

Por isso, elas precisam de atenção médica especial, principalmente para fazer a prevenção da osteoporose. Existe um quadro anterior à doença propriamente dita que se chama osteopenia (rarefação óssea). Para que o problema não evolua, é fundamental procurar um médico ortopedista para fazer a prevenção: uma avaliação clínica completa, acompanhada por exames de densitometria óssea e exames laboratoriais, será a base para a indicação de um programa de exercícios físicos, aumento da exposição ao sol, ingestão de cálcio e, se for o caso, reposição de estrógeno, após a análise minuciosa de riscos e benefícios.

Quando a osteoporose já está instalada, o que ocorre com cerca de 30% das mulheres após a menopausa no Brasil, podem ser indicados medicamentos específicos, por via oral ou injetável, buscando reduzir a perda da densidade óssea e recuperar a massa óssea perdida, o quanto for possível. Também é necessário fazer a prevenção de fraturas, porque o risco aumenta consideravelmente: 50% das mulheres após a menopausa poderão quebrar um osso por causa da osteoporse.

Por isso, tão logo uma mulher entre no grupo de risco, pode procurar nossos especialistas voltados à prevenção de fraturas, para conversar sobre o melhor método. A prevenção é um importante foco do nosso trabalho.

Cuidar faz parte do tratamento.

Dr. Jorge Durigan

CRM 121.245 TEOT 11.585

Especialista em Cirurgia do Trauma Ortopédico, Reconstrução e Regeneração óssea

Assistente do Grupo de Trauma Ortopédico da Santa Casa de São Paulo

Membro da Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico

Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia

Formado pela Faculdade de Medicina de Marília

Dr. Lucas Moysés Pedro

CRM 141.053 TEOT 14.321

Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia

MBA em Administração Hospitalar pela Faculdade Getúlio Vargas - SP​

Formado pela Faculdade de Medicina da Santa Casa de São Paulo

Agende uma consulta.

Leia também:

Busca por assunto
Busca por tema

ESPERAMOS SEU CONTATO

Atendimento de segunda à sexta das 9 às 20h e aos sábado das 8 às 12h

Alameda Santos, 122 Cj.303, Jardim Paulista São Paulo-SP

Estacionamento com vallet - acesso pela Rua Leôncio de Carvalho

ATENDIMENTO PARTICULAR / AUXILIAMOS O REEMBOLSO

ATENÇÃO MÉDICA DE ALTA QUALIDADE

AMBIENTE ACOLHEDOR 

LIGUE

 

11 3251 2806

11 3251 2773

11 97562 2033

 

  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle

Tags: ortopedista - clinica ortopedica - clinica de ortopedia - ortopedista sp - ortopedia sao paulo - clínicas ortopédicas em são paulo sp - clinica ortopedia - medico ortopedista - ortopedista particular - ortopedista em sao paulo - ortopedista que atende de sabado - ortopedista sabado - ortopedista na alameda santos - ortopedista no paraiso - ortopedista na paulista - ortopedista av paulista - ortopedia av paulista - ortopedista jardins - ortopedistas nos jardins - ortopedia perto da paulista - clínica de ortopedista próximo à av paulista

 Resp. Técnico: Dr. Jorge Rafael Durigan  CRM 121.245 TEOT 11.585