5 erros comuns que podem prejudicar seu corpo durante o treino

Vivemos a “Era Fitness”, uma busca crescente por um corpo malhado em academias e pela conquista de bem-estar, seja na esteira, na bike, na aula de boxe, na ioga, na musculação. No entanto, na pressa em conseguir resultados ou na falta de um acompanhamento profissional, muitas pessoas adotam treinos inadequados e acabam propensos a lesões e traumas.

Alguns dos erros mais comuns estão relacionados ao excesso – excesso de treino, excesso de carga, excesso de confiança. O excesso gera cansaço intenso, fraqueza, queda de rendimento, lesões, dores generalizadas pelo corpo e, posteriormente, perda de motivação e problemas de saúde.

Síndrome do overtraining é quando o problema se torna crônico. Nesse caso, os sintomas são mais graves: elevação da pressão arterial, resfriados constantes, insônia, diarreia e náusea.

Evite cometer esses erros:

1 – Não fazer o aquecimento no início

O aquecimento é importante para a realização de um treino seguro e para a melhora do rendimento físico, preparando os músculos, tendões e ligamentos. O esforço deve aumentar paulatinamente, de forma a preparar o organismo. Caminhar ou pedalar devagar por 5 a 10 minutos, além de girar lentamente cotovelos, ombros e tornozelos, ajuda a aquecer o corpo e a lubrificar as articulações.

2 – Não fazer o alongamento no final

O alongamento evita lesões, distensões e inflamações. Os movimentos devem ser suaves, executados devagar, para relaxar a musculatura. É também o momento para deixar que seus batimentos cardíacos e pressão sanguínea retornem aos níveis normais.

3 – Exagerar na carga de exercícios

É necessário respeitar seu nível de condicionamento para não provocar uma lesão muscular ou articular. A carga ideal é aquela que permite fazer exatamente o número de repetições propostas na série.

4- Exagerar na auto-confiança

Muitas pessoas se consideram experts e acham que não precisam de orientação sobre postura, posição do corpo, velocidade do movimento ou respiração. Há uma maneira certa para realizar qualquer exercício e, se a mecânica do movimento está incorreta, isso pode não só retardar o efeito desejado, como também trazer riscos de lesões.

5- Ignorar dores e continuar treinando

A dor é um dos maiores sistemas de defesa do nosso corpo, e indica que algo não está indo bem. Se você fez exercícios e sentiu dor no músculo ou tendão, isso pode indicar que é preciso dar um descanso e ver o que aconteceu de errado. Se a dor persistir, não demore a procurar um ortopedista.

Quando o treino é realizado corretamente, com acompanhamento médico e profissional, o risco de lesão diminui e o desenvolvimento físico é mais perceptível. Malhando com consciência, você mantém o bem-estar e protege sua saúde.

Na Ortopedia Durigan, contamos com médicos especialistas em diferentes áreas da ortopedia, que podem ajudar em caso de lesões.

Cuidar faz parte do tratamento.

Dr. Jorge Durigan

CRM 121.245 TEOT 11.585

Especialista em Cirurgia do Trauma Ortopédico, Reconstrução e Regeneração óssea

Assistente do Grupo de Trauma Ortopédico da Santa Casa de São Paulo

Membro da Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico

Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia

Formado pela Faculdade de Medicina de Marília

Agende uma consulta.

Leia também:

Busca por assunto
Busca por tema